Minha foto
Henderson Matsuura Sanches
Professor nas Faculdade JK de Tecnologia e Faculdade JK Michelangelo no Distrito Federal; Mestre em Engenharia Biomédica pela UnB/FGA (2017); Graduado em Licenciatura em Computação pela Faculdade Fortium (2011); Membro da Comunidade LibreOffice Brasil desde 2013; Membro da TDF – The Document Foundation desde 2014; Coordenador Geral do FLISOL – DF nos anos 2018, 2017 e 2016; Pesquisador no Laboratório de Informática em Saúde (LIS) da UnB/FGA com pesquisas envolvendo Ontologia no Tratamento da Neoplasia Mamária (NM); Membro da Comunidade Soffware Livre de Brasília; Sócio da ASL – Associação Software Livre; Sócio da SBC – Sociedade Brasileira de Computação e Sócio da SBEB – Sociedade Brasileira de Engenharia Biomédica.

Postagem em destaque

Primeiro Hackday do LibreOffice no Brasil


Durante quase 12 horas ininterruptas nosso time de hackers empenhou-se em trazer novos desenvolvedores ao trabalho de compilar e hackear o LibreOffice. E aproveitamos para descobrir os segredos de um evento de hacking, suas necessidades e sua preparação.

Inicialmente, apesar de termos acesso à internet, fomos surpreendidos com a necessidade de configurar um proxy para acessar a web. Nada de mais, exceto que o único protocolo permitido era http://, e nós tínhamos de usar outros protocolos como o git://. Mexe daqui, mexe dali, a modificação mesmo possível, estava desconfigurando todos os notebooks e daria trabalho para recolocar no ambiente anterior. Além disso, nossos novatos estavam tomando contato com o código fonte do LibreOffice pela primeira vez, um volume de dados que chega a perto de 1 GB. Claro que a infraestrutura disponibilizada não aguentaria.

Leia a Materia completa no link:

Comentario: Tudo indica que o primeiro Hackday do LobreOffice foi um sucesso no VII SOLISC - Congresso Catarinense de Software Livre ocorrido em Florianopolis. 

Pelo visto o LibreOffice tem novos desenvolvedores que se juntaram a comunidade brasileira e alguns tiveram seu primeiro contato com o código fonte do aplicativo. 

"Refatoração, nova interface, mudança das classes de strings, otimização das macros do C++. Saimos com 7 patches novos incluindo o da Paula Mannes, nossa novata no hacking do LibreOffice". 

Sejam bem vindo todos a comunidade LibreOffice Brasil!

Comentários