Minha foto
Henderson Matsuura Sanches
Professor nas Faculdade JK de Tecnologia e Faculdade JK Michelangelo no Distrito Federal; Mestre em Engenharia Biomédica pela UnB/FGA (2017); Graduado em Licenciatura em Computação pela Faculdade Fortium (2011); Membro da Comunidade LibreOffice Brasil desde 2013; Membro da TDF – The Document Foundation desde 2014; Coordenador Geral do FLISOL – DF nos anos 2018, 2017 e 2016; Pesquisador no Laboratório de Informática em Saúde (LIS) da UnB/FGA com pesquisas envolvendo Ontologia no Tratamento da Neoplasia Mamária (NM); Membro da Comunidade Soffware Livre de Brasília; Sócio da ASL – Associação Software Livre; Sócio da SBC – Sociedade Brasileira de Computação e Sócio da SBEB – Sociedade Brasileira de Engenharia Biomédica.

Postagem em destaque

Como Instalar Battle for Wesnoth 1.14.5

Google Anunciou Suporte ao Formato ODF para o Google Drive

O Google anunciou suporte ao formato OpenDocument Format (ODF), no Google Drive.

Em uma mensagem publicada no Google+, a empresa anunciou que a plataforma agora suporta arquivos do tipo ODT ("Writer" documentos de texto), ODS ("Calc" planilha eletrônica) e ODP ("Impress" apresentações), passíveis de serem importados para o Google Docs.

A empresa enfrenta uma pressão significativa do setor público numa escala mundial, agora que o ODF é um requisito em muitos países. Até agora, o suporte para o formato nos produtos do Google tinha sido fraco e irregular.

O líder das iniciativas open source do Google, Chris DiBona, explicou que o suporte ao ODF foi implantado em diferentes partes dos sistemas da empresa, utilizando diferentes bases de código e abordagens. Assim, o que funciona num produto pode não ser suportado noutro (hum….).

Mas mesmo com uma melhor aceitação dos arquivos nos processos de importação, não é claro que tenha havido melhorias na exportação do ODF. O Google, como a Microsoft, não torna fácil a utilização do formato como parte de um fluxo de trabalho.


A Google quer comercializar o Drive e os Chromebooks nos mercados do setor público, e o suporte ao ODF tornou-se um fator decisivo.

As informações de “timestamp” (data de criação e alteração, anotações e outros metadados) perdem-se nos processos de exportação. Para ambas as empresas, o ODF é visto como um formato de migração, em vez de trabalho.

Comentários